Curiosidades

Abelhas

Tudo Sobre Abelhas 🐝

abelha rainha

Existem cerca de 20.000 espécies diferentes de abelhas no mundo e elas vivem em colônias que contêm a abelha-rainha, a abelha operária e o zangão que é a abelha macho. O macho não possui ferrão e seu nome em inglês é drone.

Tipo de Abelha que você deseja saber:

Abelha RainhaAbelha Europa – Abelha Mandaçaia – Abelha Uruçu – Abelha Africana – Abelha Preta – Abelha Jatai

Clique no Assunto sobre Abelhas:

Picada de Abelha – Colmeia de Abelha – Mel de Abelha – Cera de Abelha – Pólen de AbelhaEnxame de Abelha – Abelha sem Ferrão


Resumo sobre as Abelhas:

No geral a abelha operária e a abelha-rainha são ambas fêmeas, mas somente a abelha rainha pode se reproduzir, existe uma abelha diferente na Africa que são operarias e podem se reproduzir, mas não vamos tratar desse assunto nesse post. Todos os zangões são masculinos.

Abelhas operárias limpam a colmeia, coletando pólen e néctar para alimentar a colônia e também cuidam dos filhotes. O único trabalho do Zangão é acasalar com a rainha e o único trabalho da rainha é botar ovos.

Abelha Rainha:

abelha rainha

Abelha rainha é fundamental para tudo o que acontece dentro de uma colmeia, com algumas exceções, ela é a única rainha em uma colônia de abelhas que pode ser de 60 mil ou mais. As abelhas operarias construirão enormes reservas de mel durante a primavera e o verão. Estas reservas suportam a sobrevivência da colônia durante o inverno.

A rainha é a maior abelha da colônia. Suas asas só chegam até a metade do abdômen, enquanto as outras abelhas têm asas cobrindo completamente o abdômen.

Uma abelha rainha é de cerca de 20 mm de tamanho. Suas características anatômicas mais importantes são os órgãos reprodutivos femininos, como a espermateca. É onde ela armazena o esperma que coleta durante os vôos de acasalamento. Ela usará esse esperma pelo resto da vida para depositar óvulos fertilizados, que produzem abelhas femininas, as operarias.

O ferrão da rainha é muito suave em comparação com o ferrão da abelha operária. Ao contrário das operarias a Abelha Rainha pode picar varias vezes e sobreviver. Seu ferrão também é usado durante o processo de colocar ovos, posicionar os ovos e lutar contra outras rainhas. Geralmente, porém, as rainhas são dóceis e raramente atacam os apicultores e humanos.

Abelha rainha controla a colônia?

A rainha é muito dirigida pela colonia em tudo que faz, desde o voo de acasalamento o momento em que ela coloca ovos. A rainha não toma todas as decisões. Ela é a estrela da colmeia, por causa de suas habilidades, mas é controlada por toda a colmeia incluindo as abelhas operárias. Abelhas operárias têm a capacidade de criar uma nova rainha e ainda matar uma existente sempre que desejarem. A rainha está apenas no controle de colocar ovos e quando ela vai colocar, embora seu uso de feromônios é um sinal fundamental para a colônia.

Os trabalhadores cuidam da rainha. A rainha depende muito do resto da colônia, porque ela não consegue digerir sua própria comida. Os trabalhadores devem digeri-lo e depois alimentá-lo.

Abelha Rainha Coloca quantos Ovos?

A abelha Rainha atrairá os zangões e acasalará com aproximadamente 10-20 zangões diferentes. O Zangão que acasala com a rainha morrerá durante o processo porque seu apêndice será arrancado de seu corpo durante o processo.

Quando a abelha rainha põe seus ovos, ela se move através da colmeia, examinando de perto cada “casinha”antes de botar seus ovos, esse processo leva apenas alguns segundos e a abelha rainha é capaz de depositar até 2.000 ovos de abelha em um único dia.

Os ovos das abelhas medem de 1 a 1,5 milimetro de comprimento, cerca da metade do tamanho de um grão de arroz. Uma jovem rainha coloca seus ovos usando um padrão muito  organizado, colocando cada ovo ao lado dos outros dentro de uma hexágono da colmeia. As rainhas começam a colocar seus ovos no centro da estrutura da célula, para que as abelhas operarias possam colocar mel e outros alimentos para larvas nas bordas externas. No entanto, à medida que a rainha envelhece, ela deposita menos ovos em um padrão menos organizado.

Depois de três dias, os ovos eclodirão em larvas, que serão alimentadas por abelhas operárias com mel. Essas larvas de abelhas não possuem pernas, olhos, antenas ou asas; eles se assemelham a um grão de arroz com uma boca pequena. Eles vão comer e se transformar em operarias, rainhas ou zangões.

Guerra no Reino das Abelhas Rainhas

Depois que algumas larvas se transformarem em abelhas rainhas, a primeira rainha a nascer fará uma escolha. Ela pode permanecer na colmeia e se tornar a nova rainha ou pode levar algumas abelhas consigo para criar um novo enxame de abelhas.

Caso ela decida permanecer na colmeia, o seu primeiro passo é procurar irmãs rainhas que ainda estão para nascer  usar seu ferrão para matá-las em suas células, garantindo assim que ela é a única rainha na colônia. Para implantar seu ferrão, a rainha terá que mastigar a proteção de cera da cela de sua irmã junto com as abelhas operárias que ajudarão a fazer isso.

O que acontece se a rainha tiver uma irmã?

Se duas rainhas aparecerem ao mesmo tempo, elas lutarão até que uma delas morra e a sobrevivente sera a nova rainha.

Enxame de Abelha:

enxame de abelhaO que é o enxame e porque ele acontece? Quando a colmeia começa a ficar lotada, a colônia de abelhas pode optar por enxamear. O processo de enxame é essencialmente o seguinte:

A rainha continuará a botar ovos, como de costume, mas as abelhas operarias vão criar espaços na colmeia para produzir novas rainhas e deixarão de alimentar a rainha, matando-a de fome para que ela a leve para seu próximo voo cerca de metade da colônia, ela vai decolar da colmeia, formando coletivamente o enxame, para um local temporário enquanto procura um novo lar. Com efeito, a colônia acabou de reproduzir e a rainha deixou a colmeia original para sempre.

 

Como as abelhas sabem  o momento certo de produzir um nova Abelha Rainha?

A abelha rainha emite um feromônio que envia uma mensagem as operarias sobre sua saúde e produtividade. Quando as abelhas operarias não conseguem cheirar o feromônio em grande quantidade, sabem que é hora de criar uma nova rainha.

Abelha Europa:

abelha europa

A abelha européia, também conhecida como a abelha ocidental, é um membro de um grupo de abelhas no gênero APIS que são extremamente valiosas por suas habilidades produtoras de mel e seu papel na polinização de plantas, árvores e plantações. Por causa disso, as abelhas europeias são uma das espécies de abelhas domésticas mais populares do mundo.

Abelhas Europeias, tipos e tamanhos:

Os adultos de abelhas europeias variam em zangões, rainha da colônia e as operarias. As abelhas operárias são cerca de ½ polegada de comprimento, de cor amarela e preta e são cobertas por numerosos pelos em seus corpos. Suas principais partes do corpo são a cabeça, tórax, abdômen, grandes olhos escuros, dois pares de asas e três pares de pernas.

abelha europeia colhendo pollen

Abelha operaria fêmea, possuem ferrão e coletam pólen.

Outra parte do corpo das abelhas é o “saco de pólen” localizado nas duas pernas traseiras. Ele é usado para armazenar pólen coletado de plantas. Abelhas operárias têm um ferrão que podem usar para ajudar a defender a colônia. Os trabalhadores são abelhas femininas não reprodutivas.

Os Zangões são a casta masculina da colônia. Sua cabeça, olhos e tórax são maiores que os dos trabalhadores, e seu abdômen é grosso e pontudo no final, ao contrário do abdome aguçado das operárias. Zangão não têm ferrão.

 

Abelhas Europeias estão localizadas?

As abelhas europeias são encontradas em regiões temperadas no mundo inteiro, e essa abelha não é nativa da Europa apesar do seu nome, em vez disso, essas abelhas se originaram no Oriente Médio e na Ásia e o nome “Abelhas europeias” se deu porque colonizadores europeus os introduziram essa abelha na América do Norte.

Abelha Mandaçaia:

abelha mandaçaia

Mandaçaia é uma palavra indígena que significa “vigia bonito” (mandá:vigia/çai:bonito), fato este por se observar a entrada da colmeia, sempre tem uma abelha presente. A Melipona mandacaia é uma abelha brasileira, de cabeça e tórax pretos, abdome (com faixas amarelas interrompidas no meio de cada segmento) e asas de cor de ferrugem. Também é conhecida pelos nomes de Amanaçaí, Amanaçaia, Manaçaia e Mandaçaia-Grande. Medindo entre 10 e 11 mm de comprimento, estas abelhas podem ser encontradas em árvores ocas. Seus ninhos, com boca de barro, são grandes e, em geral, contêm muitos litros de mel.

Reprodução das Abelhas Mandaçaia:

Na colônia de Mandaçaia, as abelhas operárias têm seus ovários desenvolvidos e podem botar ovos. Elas ainda podem botar os antes da abelha rainha e geralmente, os ovos de operárias, postos antes da abelha rainha, que são ingeridos por ela, e os ovos postos pela abelha rainha darão origem a zangões (machos), isto porque a larva do macho se desenvolve mais rápido comendo, então, o ovo posto pela rainha.

Abelhas Mandaçaia estão localizadas?

Esta espécie de abelha possui excelentes características para ser criada racionalmente e pode ser encontrada ao longo da Costa Atlântica, desde o Norte até o Sul. Porém, é nas regiões secas, principalmente na Bahia, que as encontramos em maior quantidade.

Colmeia de Abelha Mandaçaia:

A Mandaçaia constrói seus ninhos em ocos de troncos de árvores. A entrada do ninho é construída com geoprópolis – uma mistura de barro com resinas extraídas das plantas. Geralmente, na parte externa do da entrada, as mandaçaias constroem sulcos radiais convergentes que passa somente uma abelha por vez.

A partir do orifício de entrada, encontramos um canal de mais ou menos 20 cm de comprimento, chamado túnel de ingresso, que desembocará próximo aos favos de cria, os quais são envolvidos por lamelas de cerume irregulares, chamados de invólucros, estes são constituídos de uma mistura de cera e própolis, cuja finalidade é conservar a temperatura interna do ninho.

abelha mandaçaia colmeia

O ninho desta abelha possui uma população bem menor em relação à Abelha Europa, não chegando a ultrapassar 2.000 abelhas. Normalmente, encontramos famílias somente com centenas de indivíduos. A Mandaçaia é uma abelha muito mansa, mas costuma repelir os intrusos com um movimento bastante intenso ao redor do possível inimigo, chegando a mordiscá-lo com suas fortes mandíbulas.

Mel de Abelha Mandaçaia:

O mel produzido pela Mandaçaia é menos denso do que as Abelhas mais comum e para armazenar o mel da abelha mandaçaia precisa ficar na geladeira e assim evitar que esse mel não estrague rapidamente. Na natureza, a Mandaçaia pode produzir de 1,5 a 2,0 litros de mel, em épocas como na primavera.

Abelha Uruçu:

Abelha Uruçu

A Abelha Uruçu é uma espécie de abelha sem ferrão da Amazônia, Uruçu ou Urussu (Melipona scutellaris). São abelhas grandes, famosas por seu porte avantajado. São encontradas na região Nordeste (Alagoas, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe). Na Bahia é uma espécie bastante explorada devido a facilidade de criação e a excelente produção de mel.

Embora seja uma espécie que esteja sendo amplamente distribuída para além de suas áreas limites por meio do tráfego ilegal, é reconhecida como ameaçada de extinção nas suas áreas de distribuição natural.

Abelha Africana:

abelha africana

A aparência geral das “abelhas assassinas” = abelhas africanas é a mesma das abelhas comuns, mas há algumas diferenças físicas entre as duas.

Em 1956, algumas colônias de abelhas africanas foram importadas para o Brasil, com a ideia de aumentar a produção de mel. Em 1957, vinte e seis rainhas africanas, junto com enxames de operárias europeias, escaparam de um apiário experimental a cerca de 1.500 quilômetros ao sul de São Paulo.

Essas abelhas africanas fugiram, desde então, de formar populações híbridas com abelhas europeias, selvagens e de colmeias comerciais. Em 1990, as Killer Bees ou abelhas assassinas chegaram ao sul do Texas, apareceram no Arizona em 1993 e encontraram o caminho para a Califórnia em 1995.

As Abelhas africanas, são perigosas porque são perigosas porque atacam em números muito maiores que as abelhas europeias. Desde sua introdução no Brasil, essas abelhas já mataram cerca de mil seres humanos, com vítimas recebendo dez vezes mais ferrões do que da linhagem européia. Eles reagem às perturbações dez vezes mais rápido que as abelhas europeias e perseguem uma pessoa por 400 metros.

Abelha Preta:

abelha preta

O que é uma abelha negra?

Quando você imagina as abelhas, normalmente você pode pensar em insetos com listras amarelas, mas algumas abelhas podem ter uma aparência mais escura. De um modo geral, o termo abelhas pretas é usado para descrever várias espécies de abelhas. Eles são chamados de abelhas negras, porque eles aparecem principalmente em preto, embora a maioria das abelhas pretas tenham outras tonalidades de cor entre as cores escuras.

Tipos de abelha Preta:

abelha preta

Abelha preta Carpinteira:

Uma abelha de carpinteira é frequentemente descrita como parecendo uma grande abelha, que, claro, é amarela e preta. Certas carpinteiras são de cor preta.

Há a abelha de carpinteira  são cerca de ¾ polegadas de comprimento e as fêmeas são uma abelha preta que tem reflexos metálicos os machos são pretos (cabelos amarelos, brancos e pretos aparecem na cabeça masculina). Eles são cerca de ½ a ⅝ polegadas de comprimento.

Abelhas Pretas Carpinteiras, problemas:

Se muitas abelhas pretas carpinteiras criarem numerosos túneis ao longo de anos, elas podem causar danos estruturais severos. As abelhas de carpinteiro também podem manchar a madeira por defecação.

Estas abelhas usam locais como guarnição de janela, beirais, tapume e telhados para aninhar. Os machos não têm ferrões, e embora a picada da fêmea seja poderosa, eles raramente picam a menos que sejam perturbados ou manipulados.

Como você pode saber se uma abelha negra é uma abelha de carpinteiro?

As abelhas de carpinteiro criam buracos redondos em madeira. Seus buracos são do tamanho de uma moeda de 1 centavo.

Abelhas não-carpinteiras que podem ser chamadas de abelhas negras?

abelha negra pretas
Abelha Cortadora de Folhas:

A abelha cortadora de folhas é semelhante em tamanho a uma abelha (em média) e comumente cinza a preto; seu abdômen geralmente tem cabelos e listras brancas. Coloca seu pólen em um pincel de pólen no ventre do abdômen e não nas patas traseiras.

As abelhas cortadeiras de folhas usam locais como cavidades em madeira ou caules ocos para seus ninhos. Eles podem criar células ou túneis em madeira podre ou em tapume de madeira. Ninhos podem ser revestidos com pedaços de folhas ou pétalas. Abelhas cortando folhas colocam pólen e néctar nas células e põem ovos nelas. Essas criaturas passam o inverno nos ninhos e depois saem e acasalam.

Abelha de Mineira:

abelha preta

As abelhas mineiras são um tipo de abelha que pode ser de cor escura. De tamanho médio, as abelhas mineiras criam ninhos no solo. Na maioria das espécies, as fêmeas têm depressões faciais. Ninhos de abelhas de mineração podem ser encontrados em jardins, em torno de fundações de casas, sob folhas de plantas, em zonas arenosas e em gramados.

As abelhas mineiras são abelhas solitárias. Às vezes, muitas minas de abelhas se aninham perto umas das outras, especialmente se o chão estiver nu. As fêmeas de algumas espécies têm uma única entrada de ninho com túneis separados. Os furos de abelhas de mineração têm um diâmetro de cerca de ¼ de polegada e um pequeno monte de solo pode envolvê-los. Machos e fêmeas passam o inverno em seus ninhos. Esses insetos preferem se aninhar em regiões onde há pouca vida vegetal.

Riscos das abelhas negras:

Como a maioria dos tipos de abelhas negras não apresenta alto risco de picadas, elas representam algum outro tipo de ameaça? O único risco real para uma abelha negra é provavelmente as estruturas de madeira em torno de sua casa ou propriedade.

Abelha Jatai:

abelha jatai

Embora as abelhas sem ferrão não tenham um ataque para afastar os inimigos, elas são capazes de defender suas colmeias. Anos atras descobriu-se que uma espécie de abelha brasileira, a abelha Jatai, que possuem uma serie de soldados que protegem a colmeia. Os lutadores ligeiramente maiores protegem a entrada do ninho e agarram os intrusos com suas mandíbulas poderosas no caso de um ataque.

abelhas jatai

Trabalhando em colaboração com pesquisadores brasileiros da Universidade de São Paulo e da Embrapa em Belém e biólogos da Universidade Johannes Gutenberg em Mainz (JGU) conseguiram identificar quatro novas espécies que produzem uma casta especial para defender seus ninhos. “Este não é, portanto, um caso solitário, pois parece haver uma variedade impressionante de organização social entre outras abelhas sem ferrão”.

Existem mais de 500 espécies de abelhas sem ferrão em todo o mundo, 400 delas somente no Brasil. Eles formam sociedades altamente sociais com uma rainha e coletam pólen da mesma forma que as abelhas europeias. Muitas das espécies de abelhas sem ferrão, no entanto, estão impotentes aos ataques de ladrões. Essas abelhas, que também pertencem às abelhas sem ferrão, desistiram de procurar por pólen ou néctar. Em vez disso, eles invadem os ninhos de outras abelhas e roubam seu mel e pólen, até mesmo de cera e comida. Em 2012, no entanto, o Dr. Christoph Grüter e seus colegas descobriram pela primeira vez que os ladrões parasitas encontram dificuldades quando atacam uma colônia de abelhas Jatai (Tetragonisca angustula). A entrada do ninho é protegida por abelhas de guarda maiores que as outras abelhas operárias da colmeia.

Esses soldados são entre 10 a 30 por cento maiores que os operários de pólen da mesma colônia”. Os guardas maiores são melhores lutadores e os biólogos evolucionistas encontraram grandes abelhas de guarda principalmente em espécies que estão sujeitas a ataques freqüentes. Os autores postulam que os ataques de ladrões são a força motriz por trás da evolução de uma casta especial entre as abelhas operárias e, portanto, representam o fator que resultou nesta divisão mais acentuada do trabalho.

Com base em suas descobertas, a equipe de pesquisadores de Mainz e do Brasil conseguiu publicar mais uma nova descoberta. Até hoje, assumiu-se que a divisão do trabalho entre as abelhas é determinada principalmente pela idade. As abelhas jovens cuidam da limpeza do ninho e alimentam as larvas. À medida que envelhecem, aproximam-se da saída do ninho, de onde partem em expedições de busca de alimento. É uma questão diferente com as abelhas soldados. Eles são maiores que seus companheiros de ninho a partir do momento em que eclodem, o que significa que a divisão do trabalho em uma colmeia não é ditada apenas pela idade dos insetos, mas também pela sua morfologia.

Ler e Compartilhar:

Você conhece o cachorro Vinagre?

Quais animais estão em extinção?

Categorias:Curiosidades, Insetos

Marcado como:

1 resposta »

Deixe um comentário, suas ideias são importantes para Pet Caramelo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.